Jesus Perante Pilatos

Mateus 27:11 Jesus estava em pé ante o governador; e este o interrogou, dizendo: És tu o rei dos judeus? Respondeu-lhe Jesus: Tu o dizes.
Mateus 27:12 E, sendo acusado pelos principais sacerdotes e pelos anciãos, nada respondeu.
Mateus 27:13 Então, lhe perguntou Pilatos: Não ouves quantas acusações te fazem?
Mateus 27:14 Jesus não respondeu nem uma palavra, vindo com isto a admirar-se grandemente o governador.
Mateus 27:15 Ora, por ocasião da festa, costumava o governador soltar ao povo um dos presos, conforme eles quisessem.
Mateus 27:16 Naquela ocasião, tinham eles um preso muito conhecido, chamado Barrabás.
Mateus 27:17 Estando, pois, o povo reunido, perguntou-lhes Pilatos: A quem quereis que eu vos solte, a Barrabás ou a Jesus, chamado Cristo?
Mateus 27:18 Porque sabia que, por inveja, o tinham entregado.
Mateus 27:19 E, estando ele no tribunal, sua mulher mandou dizer-lhe: Não te envolvas com esse justo; porque hoje, em sonho, muito sofri por seu respeito.
Mateus 27:20 Mas os principais sacerdotes e os anciãos persuadiram o povo a que pedisse Barrabás e fizesse morrer Jesus.
Mateus 27:21 De novo, perguntou-lhes o governador: Qual dos dois quereis que eu vos solte? Responderam eles: Barrabás!
Mateus 27:22 Replicou-lhes Pilatos: Que farei, então, de Jesus, chamado Cristo? Seja crucificado! Responderam todos.
Mateus 27:23 Que mal fez ele? Perguntou Pilatos. Porém cada vez clamavam mais: Seja crucificado!
Mateus 27:24 Vendo Pilatos que nada conseguia, antes, pelo contrário, aumentava o tumulto, mandando vir água, lavou as mãos perante o povo, dizendo: Estou inocente do sangue deste [justo]; fique o caso convosco!
Mateus 27:25 E o povo todo respondeu: Caia sobre nós o seu sangue e sobre nossos filhos!
Mateus 27:26 Então, Pilatos lhes soltou Barrabás; e, após haver açoitado a Jesus, entregou-o para ser crucificado.

Anúncios

Publicado em julho 24, 2008, em Jesus Cristo, Pilatos e marcado como , . Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. JESUS É CONDENADO À MORTE

    E Pilatos, procurador romano,
    mandara vir Jesus à sua presença,
    e olhando para o povo desumano,
    falou assim com grande indiferença !

    – Eis vosso Rei ! Porém, o povo insano,
    cheio de cólera, fez uma imensa
    algazarra e gritou: – O soberano
    nosso é César e Jeová nossa crença !

    Então Pilatos, as suas mãos lavando:
    – Sou inocente do sangue do justo !
    – Que caia sobre nós e nossos filhos !

    Responde o povo, a maldição clamando.
    Assim foi condenado o Ser augusto
    que trouxe a luz para os escuros trilhos.

    IALMAR PIO SCHNEIDER

  1. Pingback: POESIAS E CRÔNICAS DIVERSAS » Soneto de Ialmar Pio - aos 17 anos em Passo Fundo - RS - Imagem na Internet - Jesus Perante Pilatos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: